Seja muito bem-vinda/e/o à Rede Comuá!

Associação Nossa Cidade (Fundo Regenerativo de Brumadinho) passa a integrar a Rede Comuá

Associação Nossa Cidade (Fundo Regenerativo de Brumadinho) passa a integrar a Rede Comuá

Foto: Nossa Cidade

A Associação Nossa Cidade, localizada em Belo Horizonte, Minas Gerais, é a mais nova integrante da Rede Comuá. No âmbito dela surgiu o Fundo Regenerativo de Brumadinho, iniciativa criada por várias entidades em resposta ao rompimento da barragem de rejeitos em Brumadinho, mais precisamente no distrito de Córrego do Feijão, Minas Gerais, em 25 de janeiro de 2019 e que resultou na morte de 272 pessoas e 11 desaparecidos e causou danos ambientais significativos na região.

O Fundo foi criado com o objetivo de apoiar pequenos projetos que promovam a regeneração social, ambiental e econômica da região afetada. Ele é gerenciado pela Associação Nossa Cidade, uma organização sem fins lucrativos que trabalha, entre outras coisas, com questões relacionadas à filantropia e à justiça social. E a associação está replicando a experiência do Fundo para a Região Metropolitana de Belo Horizonte.

A Associação atua no campo da filantropia comunitária, doando recursos para a sociedade civil buscando o desenvolvimento do território desde a perspectiva da justiça socioambiental e se propõe a buscar caminhos para essa transição em direção à regeneração econômica, social, política e ambiental a partir de uma perspectiva de protagonismo solidário, inclusivo e de equidade. 

Cleber Rodrigues, conselheiro gestor da Associação, integrou a primeira turma do Programa Saberes, da Rede Comuá, desenvolvendo pesquisa e sistematização da experiência do Fundo Regenerativo de Brumadinho, de modo a possibilitar a replicabilidade da experiência em outros territórios. O resultado está disponível no hub Transforma, que reúne conteúdos sobre filantropia comunitária e de justiça socioambiental. 

“Para mim, ver a Associação Nossa Cidade integrando a Rede Comuá representa um passo significativo em direção ao meu/nosso objetivo de promover impacto positivo nas comunidades e além. Estou ansioso para me conectar com outros membros, compartilhar ideias e colaborar em projetos que impulsionem mudanças significativas nos territórios”, destaca Cléber.

CONTINUE LENDO

Tecendo redes de direitos e de confiança: apoiar mídias comunitárias é urgente e estratégico
Tecendo redes de direitos e...
4 de julho de 2024
Por que precisamos ampliar o financiamento para organizações LGBTQIAPN+?
Por que precisamos ampliar ...
28 de junho de 2024
CAPA_BLOG-post-cese-na-comua
CESE é o novo membro da Red...
22 de junho de 2024
Rede Comuá lança publicação sobre filantropia e comunicação comunitária
Rede Comuá lança publicação...
22 de junho de 2024
Carregando mais matérias....Aguarde!