Seja muito bem-vinda/e/o à Rede Comuá!

Filantropia e Comunicação Comunitária

Caminhos para o fortalecimento da comunicação por direitos no contexto da sociedade civil no Brasil.

Baixe agora mesmo o ebook gratuitamente!

[Campanha Ebook Jun24] Formulário Ebook

O fortalecimento do jornalismo local e de iniciativas de comunicação comunitária é um caminho importante e fundamental para o desenvolvimento das comunidades e para a defesa da democracia.

Partindo desse princípio, a Rede Comuá lança a publicação Filantropia e comunicação comunitária: caminhos para o fortalecimento da comunicação por direitos no contexto da sociedade civil no Brasil.

De autoria de Diego Cotta e Renata Saavedra e construída em diálogo com a Rede Comuá, a publicação busca analisar o cenário de apoio a esse tema, em especial a relação entre essas mídias e a filantropia comunitária no Brasil, visando entender como esses dois ecossistemas podem expandir suas parcerias e alavancar um ao outro.

A intenção da Rede Comuá é que estas reflexões possam inspirar novas ações, práticas e alianças em prol do fortalecimento da comunicação de base comunitária democrática e libertadora.

Por que apoiar mídias comunitárias?

Pelo enfrentamento aos desertos de notícias e à desinformação

Quase 50% dos municípios brasileiros são desertos de notícias – não têm ao menos uma organização jornalística local.

Pelo seu papel central na democracia e na mudança social

“No território, você está informando porque você precisa transformar alguma coisa”

Pela urgência de fortalecer ecossistemas locais Pensar em ecossistemas locais de informação permite integrar atores que se identificam no campo específico da comunicação, como jornalistas, com outros que difundem informações de interesse público, formando uma rede diversa e articulada.

No entanto, o cenário atual das mídias comunitárias no Brasil é de muitos desafios:

SEGURANÇA E
PROTEÇÃO DE
COMUNICADORES

CONFLITOS NOS
TERRITÓRIOS

ACESSO A
RECURSOS E A
FORMAÇÕES

INFRAESTRUTURA
E ACESSO A
EQUIPAMENTOS E
INTERNET

POLÍTICAS PÚBLICAS
NO CAMPO DA
DEMOCRATIZAÇÃO DA
COMUNICAÇÃO

FALTA DE CONHECIMENTO
DOS DOADORES SOBRE
DEMANDAS LOCAIS E
DINÂMICAS DO TERRITÓRIO

A gente precisa de apoio para logística, precisa ter combustível para deslocamentos, por exemplo. E queremos ter autonomia para gerir nossos próprios recursos.”

E a filantropia pode apoiar mais!

Muitas organizações financiadoras não apoiam mídias comunitárias

Recursos para comunicação são centralizados em poucas organizações, sem alcançar coletivos de base territorial e comunitária.

Os apoios geralmente seguem lógica de investimento na comunicação como meio, e não como fim: a comunicação como “ferramenta” para divulgar ou incidir em algum outro tema estratégico, sem focar no fortalecimento dos processos e infraestrutura comunicacionais.

A Rede Comuá é um espaço que reúne fundos temáticos, comunitários e fundações comunitárias, organizações doadoras (grantmakers) independentes, que mobilizam recursos de fontes diversificadas para apoiar grupos, coletivos, movimentos e organizações da sociedade civil que atuam nos campos da justiça socioambiental, direitos humanos e desenvolvimento comunitário. Apoiar com recursos financeiros iniciativas da sociedade civil lideradas por minorias políticas é uma estratégia chave para a promoção e construção de agendas voltadas para o reconhecimento e defesa de direitos, e, portanto, para o fortalecimento da democracia brasileira. A Rede busca fortalecer a capacidade de atuação conjunta dos seus membros potencializando seu papel nos processos de transformação social, nas ações de incidência, dando visibilidade às suas ações tanto no campo da filantropia como na esfera pública.